Ossufo Momade compromete-se a seguir os ideais do seu antecessor Afonso Dhlakama

Dois anos após a morte do lider da RENAMO Afonso Dhlakama aos 65 anos de idade . o actual lider do partido RENAMO Ossufo Momade comprometesse a seguir os ideais do seu antecessor e espera que o governo reconheça Dhlakama como herói nacional.

Membros do partido Renamo juntaram-se no passado domingo para celebrarem o segundo  aniversário da morte  de Afonso Dhlakama. Onde durante a comunicação a nação, o presidente da RENAMO Ossufo Momade, começou por fazer lembrar a trajetória politica do seu antecessor, tendo em seguida lamentado o facto de Dhlakama ter morrido sem ter realizado o seu maior sonho, que era ver serviços sociais básicos próximo  do cidadão.

"O sonho de Afonso Dhlakama era ainda maior, queria um Moçambique desenvolvido, com administração pública despartidarizada e livre de corrupção, bem como governantes resultado de eleições livres, justas e transparente,  ver os serviços básicos, como a educação, saúde, o transporte público, água potável, energia e outros bens essênciais, mais próximos das nossas populações, razão pela qual, até o seu último suspiro lutou pela descentralização",

Momade acrescentou ainda que uma das principais lutas do seu antecessor  era ver o partido a governar o país, tristemente, o seu sonho foi apunhalado em 15 de Outubro de 2019, pois, quando a guardavamos festejar pela primeira vez  a alegria de ver em Moçambique governadores genuinamente eleitos, os inimigos da democracia manipularam os resultados eleitorais. Contudo, não vergamos e faremos tudo para em 2024 eleger pela primeira vez, os administradores distritais como sempre sonhou"

O actual presidente do maior partido da oposição em Moçambique entende que mais do que chorar, este é um dia de reflexão sobre o legado Dhlakama

"Exaltamos Afonso Dhlakama no dia 3 de Maio como nosso herói e esperamos do estado moçambicano a seu contributo, o seu nacionalismo e patriotismo elevaram Moçambique para o nível de países que tem a Democracia e o estado de direito como  apanágio de governação", concluiu Ossufo Momade.

A morte do antigo lider da RENAMO Afonso Dhlakama foi  celebrada por todoas delegações províncias da RENAMO no pais segundo o que deu a conhecer o seu lider.

Publicar um comentário

0 Comentários