Moçambique coronavirus obrigá Filipe Nyusi a prorrogar estado de emergência por mais um mês

O estado actual do Coronavirus em Moçambique obrigou o presidente Filipe Nyusi a prorrogar o estado de emergência por mais 30 dias.
No seu pronunciamento à nação na quarta-feira o Presidente da República, Filipe Nyusi, declarou que o estado de emergência foi prorrogado no país por mais um mês com efeitos a parir das 00 horas do dia 1 de maio até as 23h59 do dia 30 de maio.
No seu comunicado, Filipe Nyusi, fez saber que o cumprimento das medidas de prevenção para evitar a propagação do covid-19 no país é de caráter obrigatório, para uma maior gestão da pandemia.
Assim sendo, as medidas de prevenção tais como evitar saídas se não forem estritamente necessárias, evitar aglomerados populacionais, usar máscara, são agora mais essenciais que nunca.
As medidas em vigor por ocasião do estado de emergência mantêm-se, podendo haver alterações se o governo assim o entender.

A prorrogação do estado de emergência tem, segundo o chefe de estado, como propósito salvar vidas humanas.
O Presidente da República reiterou que o melhor é ficar em casa e ainda apelou aos cidadãos para obedecerem às orientações das autoridades.

Filipe Nyusi afirma que a pandemia do covid-19 no país pode ser derrotada, mas tal propósito só depende das ações de todos os cidadãos

Publicar um comentário

0 Comentários